Atendimento : Segunda a Sexta - Horário Comercial


  Contato : 81 3466-1878 FIXO | 98860-9771 OI | 99545-1518 TIM

Pró Emoções

Participe

O Pró Emoções é o projeto de sucesso da Academia do Cérebro. Tem viajado quase todo Brasil capacitando servidores públicos em geral, assim como convidados e participantes interessado.

Quem participa desse projeto deixa de ser o mesmo, sai do Pró Emoções com um horizontes de possibilidades a sua frente, e da forma mais saudável possível.

As notícias sobre o futuro dos profissionais, infelizmente, são cada vez mais tristes. Ouvimos sobre, policiais que surtam, atores que têm ataque, grandes empresários que suicídam-se, e outras notícias indesejadas. O Pró Emoções tem o poder de melhorar esse quadro infeliz no Brasil.

O segredo do nosso sucesso é o seu sucesso.

Tudo que você precisa, em dois dias.

Curso com oficinas práticas ministrados pelos melhores profissionais do mercado.
Voltado para saúde, diminuição do estresse, depressão, prevenção contra o Alzheimer, qualidade cognitiva e melhora do desempenho profissional e pessoal.

No Pró Emoções, você tem acesso aos conhecimentos de:

COACH

SAÚDE MENTAL

LINGUAGEM CORPORAL

NUTRIÇÃO CEREBRAL

QUALIDADE COGNITIVA

E MUITO MAIS…

 

Metodologia

O Pró-emoções conta acontecerá com palestras e oficinas práticas de controle emocional e redução da ansiedade e estresse com vistas à produtividade e assiduidade ao trabalho, evitando percentual negativo de licença médica, quase sempre motivada por doenças mentais e emocionais

Resultado

Convém salientar, que as modalidades contribuem para a saúde emocional no trabalho através do autoconhecimento, prevenção e redução de danos das doenças emocionais, tais como estresse, fobias, depressão e ansiedade, considerados epidemias do nosso século que sorrateiramente vem interferindo no cotidiano do servidor público. Avolumando a problemática na proporção em que os usuários das políticas públicas chegam com seus “mundos internos” desalinhados e são atendidos por servidores públicos, também “adoecidos emocionalmente”, que por vezes “transferem” o seu self para o usuário, podendo potencializar sua vulnerabilidade social e descredibilização do serviço público.